Como desenvolver a paciência

Uma das principais soluções em nossa vida para termos melhores relações e mais sucesso consiste em desenvolver a paciência. Todos precisamos desenvolver, e como qualquer outra habilidade, é necessário lembrar que paciência se aprende praticando. E isso inclui: Prestar atenção em quais situações não temos paciência.Ser gentil consigo mesmo por não ser perfeito nesse quesito.Mudar o julgamento automático, sentimentos e pensamentos críticos em relação a si mesmo e aos outros.


Paciência também está ligada intrinsecamente ao controle da ansiedade. Algumas pessoas desenvolvem literalmente sentimentos físicos quando não conseguem aplicar a paciência.Algumas maneiras de desenvolver a paciência:

1. Entender os próprios sentimentos de raiva, irritação e desapontamento

Isso tem a ver com nosso sentimento de defesa, quase que um lado de sobrevivência que pode se tornar vicioso. É o chamado "sangue quente" que muitas pessoas teimam que pode até ser genético.

O primeiro passo é reconhecer esses sentimentos que são o contrário da paciência, e verificar reações a eles, mesmo como dor no estômago, batimentos cardíacos elevados, críticas automáticas.


2. Melhorar nossa atitude perante o desconforto e a dor

Nem tudo o que não é confortável, é intolerável. Vencer o vício da impaciência é como vencer qualquer outro vício, ou seja, todos podemos lidar com as coisas que não saem como queremos vez ou outra. O desconfortável nos empurra a encontrar soluções. As soluções que encontramos quando não temos paciência geralmente giram em torno de tentar encontrar um culpado, dar uma desculpa. Mas o problema é não há nada nem ninguém culpado por estarmos sentindo dor, irritação ou mágoa, a não ser que tenhamos escolhido sentir tudo isso. É nossa mente que causa o desconforto.

Ao lidar com a irritação tentando adquirir mais paciência, a ideia é reduzir a dor e sofrimento, e aumentar nossa habilidade de saber lidar com o problema de forma que não o aumente, ou seja, depende de nós.


3. Prestar atenção quando a irritação e a dor começarem

Na ânsia de querer resolver um problema, muitas vezes ignoramos o fato de que estamos machucados. Preste mais atenção ao que acontece dentro de você, como seu corpo e sua mente responde a um determinado problema ou situação que lhe traz desconforto.

Eu sei que se eu for impaciente ou crítica com alguém por causa de um ocorrido, eu me sentirei ainda pior do que o sentimento da frustração já me trouxe, ou seja, foque no que realmente acontece dentro de você, o sentimento de não aceitar, a resistência ao entendimento, que resulta na falta de paciência.


4. Conversar consigo mesmo

O principal é parar o comportamento defensivo e agressivo, aceitar sua vulnerabilidade, sem colocar mais lenha na fogueira. Respire fundo, conte até 10, saia para caminhar, vá tomar um copo d’água.

Nesse interim, pergunte-se se realmente vale a pena ter tamanha reação negativa a um determinado problema. Tente ter a visão do futuro e tente pensar friamente se aquilo realmente é tão importante que valha a pena destruir uma relação, ou um dia, ou mesmo um só minuto de sua vida, e de outros, por falta de um pouco mais de autocontrole.


5. Decidir definitivamente

Seja paciente consigo mesmo. Assuma que algo é desconfortável, mas seja tolerante com suas inadequações e de outras pessoas. Ninguém é perfeito, e esta é a beleza da vida, as nossas diferenças.

Pratique a paciência até consegui-la. Você se sentirá melhor, terá melhores relações amorosas, de amizade, profissionais, e uma vida mais saudável.


Guia_Paciência_post.jpg
Lista VIP post.jpg
Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram ícone social
  • Facebook Basic Square
  • Google+ Basic Square
Conheça Método.png
Logo Whats.png
  • Grey Instagram Icon
  • Grey Facebook Icon
  • Grey YouTube Icon
  • Grey G+ Icon

© 2015 Mentoria de Pais  |  Márcia Girardi  |  Todos os Direitos Reservados