Como ajudar na Ansiedade Infantil


COMO A ANSIEDADE SE MANIFESTA NAS CRIANÇAS

Crianças podem ser ansiosas tanto por característica de sua personalidade como por consequência de eventos fortes em suas vidas como frustrações, sustos, etc.

Os sintomas podem ser choro sem explicação, acordar no meio da noite com sobressalto, reações abruptas a pequenas coisas, mudanças nos hábitos alimentares, "manhas", apego exagerado com um dos pais, medos sem sentido, etc.


QUANDO A CRIANÇA PRECISA DE AJUDA COM A ANSIEDADE

Existem as chamadas “ansiedades boas”, como por exemplo, esperar ansiosamente por alguma festa, prepara a criança para lidar com as situações que encontrará naquela situação. Não é necessário intervenção para estes casos. Mas para crianças que apresentam os sintomas mencionados no item anterior, será necessário conversar com a criança, oferecer acolhimento e caso os pais não consigam ajudá-la, devem procurar um profissional especializado, um psicólogo.


O QUE CAUSA ESSA INQUIETAÇÃO

Algumas possibilidades podem ser, por exemplo, a vontade de ser aceito, de fazer as coisas bem feitas, de não errar, de perder a festa, de não dar tempo para brincar e muitas outras coisas nesse sentido. Isso pode causar inquietação e será necessário observar o grau que esta inquietação irá atingir para podermos avaliar a intervenção que será necessária.


COMO AJUDAR A CRIANÇA

Identificando o que a deixa ansiosa, qual seu medo, e mostrar que há caminhos que podem ser trilhados e que não há problema algum em falar com um adulto sobre suas dificuldades. Caso os pais não consigam sozinhos um psicólogo infantil pode ajudar.


AJUDE SEU FILHO A LIDAR PERDAS OU MUDANÇAS.

Muitas vezes, a morte de um bichinho de estimação ou a perda de um avô podem atrapalhar o desenvolvimento da criança e até o aproveitamento escolar. No entanto, é possível preparar a criança para enfrentar e superar esse tipo de situação sem que isso se torne um trauma. Exemplo:

MORTE DE UM BICHINHO DE ESTIMAÇÃO, UM PARENTE OU AMIGO

Acredito que mais importante do que as palavras a serem ditas, é prestar atenção na maneira como colocar para criança. O tom de voz deve ser de acolhimento e não de extrema dor pois a criança pode interpretar que esta situação seria impossível de ser superada. Acolher significa respeitar o sentimento da criança que algumas vezes pode surpreender pelo fato de não haver muita demonstração de sofrimento. Pode até ser que a criança já esteja considerando o fim da vida como algo natural, pode ser que ela ainda não tenha entendido as implicações e significado da morte ou pode ser que esteja sofrendo sozinha sem conseguir compartilhar e falar sobre a tristeza que esteja sentindo.


MUDANÇA DE CIDADE, ESCOLA...TAMBÉM CAUSAM ANSIEDADE

Claro que não há único caminho viável. Cada caso terá sua particularidade e necessidade. Explicar o porque e para que esta mudança está ocorrendo, alivia a ansiedade. É indicado também, sentar com a criança e ponderar os prós da mudança e colocar a situação em perspectiva positiva ou temporária.


LIÇÕES DOS CONTOS DE FADAS

A comercialização e apropriação dos contos de fadas pela Walt Disney mudou o rumo dessas tradicionais historias. Com o objetivo de torná-los produtos rentáveis e politicamente corretos, os editores da produtora norte-americana adaptaram as histórias e, muitas vezes, modificaram o final. Sabe-se que os contos dos Andersen ou Grimm tinham como principal objetivo a famosa “moral da história” que serve como lição ao leitor.

O livro “A Psicanálise dos Contos de Fadas”, de Bruno Bettelheim, procura fazer uma reflexão sobre alguns deles e a importância dessas histórias como instrumento benéfico ao desenvolvimento das crianças: “... a forma e estrutura dos contos de fadas sugerem imagens à criança com as quais ela pode estruturar seus devaneios e com eles dar melhor direção à sua vida.”, afirma o autor.


COMO OS CONTOS DE FADAS ESTIMULAM O INCONSCIENTE? PORQUE ISSO É BOM?

Contos de fada podem estimular a criatividade, a imaginação e a capacidade de perceber como possível situações que não são concretas. Isso pode ser importante para a formação de um futuro adulto produtivo, pois ser eficiente em qualquer atividade pode implicar em conseguir ver o que ainda não está sendo visto pela maioria e ter a coragem de experimentar e sentir essas muitas possibilidades. Um adulto bem sucedido, que realiza tarefas que são às vezes minimizadas por outros, mas que acabam por se revelar muito produtivas e necessárias, podem ter sido desenvolvidas na infâncias, onde a auto estima deve ser desenvolvida através, das estórias das princesas, príncipes, reis, caçadores, guerreiros e etc.


*O material deste site é informativo, não substitui a terapia ou psicoterapia oferecida por um psicólogo.

Guia_Paciência_post.jpg
Lista VIP post.jpg
Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram ícone social
  • Facebook Basic Square
  • Google+ Basic Square
Conheça Método.png
Logo Whats.png
  • Grey Instagram Icon
  • Grey Facebook Icon
  • Grey YouTube Icon
  • Grey G+ Icon

© 2015 Mentoria de Pais  |  Márcia Girardi  |  Todos os Direitos Reservados