Pai e filha: como essa relação deve ser construída?


Para muitos, talvez essa resposta seja bem tranquila. Para outros, ela pode levantar algumas dúvidas. Seja qual for o seu caso, o convidamos a ler este artigo e refletir sobre os impactos dessa relação no presente e futuro da criança.

Início nossa conversa, dimensionando a importância do pai na vida da menina.




Existem aspectos específicos que caracterizam a relação pai-filha

Consideramos que o pai é a primeira conexão que a mulher tem em vida com um homem. Desta forma, as referências de relações com homens, amores e a sua forma de agir no mundo são influenciadas pela primeira relação masculina estabelecida em sua vida, que é a relação pai-filha. Assim, o exemplo de masculinidade oferecido pelo pai vai participar também do desenvolvimento das qualidades internas masculinas da filha (…) é possível compreender que o vínculo pai-filha tem influência direta na relação que a menina desenvolverá com a figura masculina, em suas várias possibilidades, como coleguismo, amizade, amor, e na forma como ela se coloca no mundo. O relacionamento com o pai será marcante ao longo da vida dessa menina, uma vez que influenciará a relação dela com as pessoas, com o trabalho, com o sucesso e, principalmente, com outros homens”.


Importância da relação pai-filha

Diante dessa importância fundamental da relação pai-filha, é essencial que, desde os primeiros anos de vida, a menina tenha no pai um apoio, um porto seguro em torno do qual ela construirá parte de sua personalidade e de sua maneira de estar no mundo. Ou seja, a responsabilidade de um pai é tão grande como a da mãe. Por isso, algumas orientações podem ajudar os pais a estarem próximos de suas filhas de uma maneira sadia, em que o vínculo forte e respeitoso embase essa troca afetiva.

Destacamos 10 dicas para ajudá-lo a refletir sobre o tema

Não assuma ou influencie os interesses dela só porque é uma menina. Não lhe mostre apenas flores e bonecas. Mostre carros, LEGOs e outros brinquedos também.

  • Deixe ela te ajudar em casa ou no trabalho. Ela vai crescer e poderá se sentir confiante ao entrar em qualquer emprego.

  • Fale com a mãe dela de igual para igual. Não a faça se sentir inferior. Sua filha irá esperar e exigir o mesmo tratamento de outros homens mais tarde.

  • Mostre-lhe o seu lado sensível. Ela vai sentir que ser sensível não a tornará uma pessoa mais fraca.

  • Mostre para ela as habilidades que você conhece melhor. Peça a ela que mostre as habilidades que ela conhece melhor e você não.

  • Quando ela chegar até você com um problema, não a afaste ou diga para ir falar com a mãe. Ouça o que ela tem a dizer. Ela voltará a falar contigo sempre que tiver um problema.

  • Não fale sobre o corpo de outra mulher como se fosse objeto. Sua filha vai ouvir, internalizar e depois examinar o próprio corpo.

  • Se você ensinar com exemplos, há grandes chances de, no futuro, não precisar afastar os “bad boys”. Provavelmente, ela saberá o que é certo e melhor para ela.

  • Faça elogios a ela e à mãe, mesmo para habilidades que são tradicionais ao cotidiano feminino.

  • Brinque muito com ela, de boneca, de casinha, de futebol, de empinar pipa, de contar e ouvir histórias. O brincar é essencial para que a conexão entre pai e filha se fortaleça e seja motivo de boas lembranças e aprendizados para toda vida.

O brincar é essencial para que a conexão entre pai e filha se fortaleça. Então, brinque livremente com ela e seja motivo de boas lembranças e aprendizados para toda vida!




Guia_Paciência_post.jpg
Lista VIP post.jpg
Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram ícone social
  • Facebook Basic Square
  • Google+ Basic Square
Conheça Método.png
Logo Whats.png
  • Grey Instagram Icon
  • Grey Facebook Icon
  • Grey YouTube Icon
  • Grey G+ Icon

© 2015 Mentoria de Pais  |  Márcia Girardi  |  Todos os Direitos Reservados