ASSISTIR E NÃO RELATAR O BULLYING É SER CÚMPLICE

Quando se fala de bullying ou assédio moral, normalmente se coloca o foco sobre a vítima e o agressor, mas o que acontece com todos os espectadores que estão cientes do que está acontecendo e não fazem nada? Em definitivo, não são outra coisa, que cúmplices de quem agride, insulta, ignora, difama, ameaça, chantageia ou espalha fofocas. Em um caso de assédio moral não há somente dois envolvidos: vítima e agressor, há três, pois, devemos sim, acrescentar o espectador. Existem várias razões que explicam por que as crianças decidem não fazer nada quando vêem que outra criança é o foco do bullying escolar. Talvez tenham medo e acreditem que os agressores possam lhe prejudicar ou não tenham empa

5 BENEFÍCIOS QUE O CONVÍVIO COM ANIMAIS DE ESTIMAÇÃO TRAZEM PARA AS CRIANÇAS

Para os humanos, a relação com seus animais de estimação é como um resgate da natureza. Um casamento pode se desfazer com o tempo, já a relação entre um humano e seu bichinho de estimação, quase sempre, cumpre o "até que a morte os separe"! Muitos pais, pressionados por uma rotina bastante atarefada, acabam não concordando em dar um animal de estimação para o filho, com medo de que a criança não dê conta da responsabilidade que é cuidar de um pet. Entretanto, existem ótimas razões, comprovadas pela ciência, que revelam que ter um bichinho em casa é muito benéfico para o desenvolvimento infantil. A gente pesquisou esses motivos pra te contar! 1) Crianças que convivem com cães têm menos probab

Como fazer a criança ir para cama

Manhas e birras da criança na hora de dormir. A hora de dormir pode se converter em uma briga diária em muitos lares. Algumas crianças fogem da cama constantemente, outras montam birras e existem ainda, aquelas que montam estratégias para entreter seus pais para evitar a cama. Quando os pais já estão esgotados e necessitam de um descanso, as crianças parecem mais ativas e acordadas do que nunca. O que fazer nesses casos? Como incutir nas crianças as boas rotinas de sono? Causas pelas quais a criança não quer ir para a cama Ainda que isso seja desesperante, esgotante e acabe com a nossa paciência, é importante a gente se colocar na pele das crianças e encontrar a causa pela qual não querem ir

20 MOTIVOS PARA TER UM CACHORRO EM CASA

Atenção: após ler esse texto existe grande chance de você sentir saudade de seu cachorro (ou querer ter um) ;) Para os humanos, a relação com seus animais de estimação é como um resgate da natureza. Um casamento pode se desfazer com o tempo, já a relação entre um humano e seu bichinho de estimação, quase sempre, cumpre o "até que a morte os separe"! 1. Eles compreendem a dor humana A Universidade Goldsmiths divulgou um estudo que mostra que cães estão mais propensos a se aproximarem de pessoas tristes ou que estão passando por algum sofrimento. Isso mostra que cães têm empatia por pessoas e querem ajudar aqueles que estão com dor. Fonte: huffingtonpost.com 2. Eles podem detectar câncer Graça

MEU FILHO GRITA MUITO: DEVO DEIXAR OU DAR BRONCA?

Pelo menos uma vez na vida os pais de filhos pequenos precisam lidar com a constrangedora e até irritante situação: gritos, birras e choros da criança em público, atraindo olhares e deixando os responsáveis sem saber exatamente como agir. Repreender ou deixar a criança gritar? A dúvida é bastante comum e, antes de conhecer a resposta, vale saber que nem sempre o grito do seu filho deve ser encarado como um desafio ou malcriação. Algumas vezes eles apenas estão tomando conhecimento de suas vozes e emoções, sem conseguir controlar o tom, mesmo na frente de estranhos. Como controlar a birra da criança O que seu filho sabe, no entanto, que levantar a voz faz com que você dê mais atenção a ele, s

O abuso sexual em crianças tem um cúmplice: o silêncio

Os grandes conspiradores do abuso sexual aos menores são a vergonha e o silêncio. Dá raiva pensar que depois de tantos anos de abusos e estupros a crianças, depois de tanto material encontrado em fotografias e vídeos, que mostram a quantidade de crianças que sofreram abusos, tenha sido a vergonha e o silêncio a causa de um grande prejuízo que poderia ter sido evitado antes. O silêncio e a vergonha no abuso sexual em crianças Ainda que, de modo geral, as pessoas tendam a culpar as autoridades do fracasso nas investigações nesse tipo de delito, a realidade fica patente que o silencio e a vergonha das vítimas são os verdadeiros responsáveis do pouco êxito na detecção precoce do abuso sexual a c

5 COISAS QUE OS PAIS FAZEM E PODEM SABOTAR OS RELACIONAMENTOS DE SEUS FILHOS NO FUTURO.

Noções de amor, companheirismo, respeito e autoestima são aprendidas dentro de casa e, ao contrário do que muitos pais imaginam, nem sempre através de simples ensinamentos didáticos e palavras soltas. Crianças aprendem por exemplo e a forma como os pais se comportam é capaz até de sabotar os relacionamentos dos filhos no futuro. Criação dos filhos: erros que influenciam relações futuras 1. O primeiro equívoco é transmitir para a criança que, para ser feliz, é preciso estar em um relacionamento amoroso. A ideia de que não é possível viver sozinho pode fazer com que a criança cresça alimentando a noção de dependência emocional. 2. Tentar a todo custo deixar o filho feliz pode parecer uma atitu

COMO AGIR COM BEBÊS DE ALTA DEMANDA?

Quando um bebê necessita de muita atenção dos pais Todos sabem que existem bebês tranquilos, fáceis, que comem bem, dormem sozinhos sem problemas. Já outros bebês parecem tornar tudo mais difícil: é difícil dormir sozinhos, podem precisar do peito da mãe, ou da mamadeira, requerem o tempo todo os braços da mamãe, choram muito, comem mal, não gostam quando a mãe muda a comida. Esses são os chamados ‘bebês de alta demanda’ e implicam num esgotamento extra para os pais, tanto que muitas vezes pensam antes de terem outro filho. O que é um bebê de alta demanda? Segundo minha experiência como pediatra e como mãe, isso depende mais do bebê do que dos pais. Ou seja, muitos pais se sentem responsávei

Filhos devem ou não dormir na cama dos pais?

Ensinar a criança que durma sozinha, teoricamente, é o mesmo que ensinar-lhe a comer, a tomar banho, a trocar-se sozinha. O sono também um hábito, muito necessário, que entra na vida da criança e que , como tudo o mais, deve ser orientado desde o princípio. Uma criança que não dorme bem, ou seja, que não concilia o sono na sua caminha, dá o mesmo trabalho que outro que não quer sentar-se à mesa ou que faz um escândalo para tomar banho. Muitos pais cometem o erro, por vários motivos, não sempre justificáveis, de levar o bebê para sua cama. Segundo alguns especialistas em sono infantil, o bebê já deve ser colocado no seu berço desde o primeiro dia em casa, para evitar que se acostume a dormir

COMO CONSEGUIR QUE SEU FILHO GUARDE OS BRINQUEDOS

Com paciência, os pais devem limitar o espaço da bagunça e garantir que se restrinja ao quarto dos filhos. Com o tempo, e percebendo que esse é um valor da casa, a tendência é mudar a atitude. Aqueles que já criaram seus filhos sabem que o maior desafio na vida de um pai e de uma mãe é impor limites dentro de casa. Isso pode, tudo bem. Aquilo não pode, e acabou. Para fazer isso, não basta ser firme e falar com autoridade. É preciso paciência para dizer não tantas vezes quanto necessário. A criança vai fazer cara feia, vai gritar, espernear, dizer que não te ama mais, e é nessa hora que os pais mostram se têm força ou se é a criança quem determina as regras. Os benefícios de colocar limites c

QUANDO NÃO HÁ ACORDO ENTRE PAIS NA EDUCAÇÃO DOS FILHOS

Erros que os pais cometem ao educar os filhos de forma diferente A participação dos pais e as mães na educação dos seus filhos é muito importante. Essa intervenção provoca nos adultos muitas inseguranças e angústias. Os pais começam a se fazer perguntas que acabam criando expectativas e isso faz com que caiam em erros prejudiciais na hora de educar. Entre os erros mais comuns em que os pais podem cometer na hora de educar os filhos é a não concordância do casal sobre como educá-los. Erros dos pais em não se colocar de acordo na educação dos filhos A falta de unidade de critérios entre os pais, sendo as figuras de autoridade para os seus filhos é um dos grandes empecilhos para educar. É respo

"NÃO" TRATE OS OUTROS COMO VOCÊ GOSTARIA DE SER TRATADO (A)...

Provavelmente você já ouviu várias vezes que deve tratar as outras pessoas da mesma maneira que deseja ser tratado(a). À primeira vista, esse parece um bom conselho, não é mesmo? Afinal de contas, quero ser bem tratado, e portanto, se me relacionar com os outros da maneira que gostaria que se relacionassem comigo, irei tratar todo mundo bem, certo? Errado! Para que esse conselho fosse válido, você teria que presumir que todo mundo pensa da mesmíssima maneira que você e que deseja exatamente as mesmas coisas. E a verdade é que somos pessoas únicas, com pensamentos próprios e desejos distintos. Enquanto uns adoram carinho, outros não suportam contato físico. Enquanto uns fazem questão de ouvir

Filhos e o Controle dos Pais. Até onde ir?

"Tenho uma filha de 14 anos e problemas no que diz respeito aos passeios que quer fazer. As amigas vão a bailes e chegam de madrugada e, como eu não deixo que faça o mesmo, ela fica revoltada. Diz que a trato como criança, fica infeliz e deprimida. Ela acha que perde as amigas por minha causa. Mas como vou deixar uma menina, a minha única filha, sair só com amigas e voltar de madrugada? Acho que as mães que deixam estão erradas. Fico indignada com as autoridades e o juizado, que deveriam proibir a entrada de menores em bailes. Assim, os pais não teriam de enfrentar esse problema. As mães que deixam são vencidas pelo cansaço, pela revolta e pelas ameaças que os filhos fazem. Estou resistindo

Adoção de um filho

O caminho da adoção Se está pensando em ter filhos, e o caminho escolhido for a adoção, o primeiro é informar-se acerca dos trâmites que terá que realizar. Desde o ponto de vista jurídico, a adoção se trata de um conjunto de direitos e obrigações derivados do processo e a situação de filiação que se estabelece entre uma família e outra pessoa. Mas é um erro pensar somente nos trâmites e em tudo o que acarreta a parte burocrática. O mais importante é a decisão e a segurança que deve ter para dar este passo tão importante. Adotar ou ter um filho biológico é o mesmo. Diferem-se somente no relacionado à burocracia e ao tempo. Se vai adotar um filho, seguramente pensarás uma ou outra vez em: como

BABÁ OU CRECHE?

Você prestes a voltar ao trabalho, deixando em casa aquela figurinha doce e esperada. Quatro meses se passaram num piscar de olhos; agora é decidir: babá ou creche? Tadinho, você pensa, com o coração apertado. É decisão difícil sim, por isso deve ser feita com calma, porque a emoção nesse momento não é boa conselheira. Primeiro é preciso definir o que vocês, pai e mãe, desejam. Ideal é começar bem antes de a licença se esgotar. E como é raro hoje se poder prescindir do trabalho, provavelmente o que precisará ser definido é onde e com quem a criança vai ficar. Por mais que todos afirmem que creches são os locais ideais é preciso estar pessoalmente convencido. São muitos os medos: medo de a cr

5 CAUSAS DE BRIGAS ENTRE CASAIS POR CAUSA DOS FILHOS

Os casais com filhos podem discutir mais do que os casais sem filhos por múltiplas razões, mas o que importa é não fazê-lo na frente das crianças por maior que seja o impulso. As crianças necessitam de uma estabilidade emocional e uma segurança no lar que as discussões jogam por terra. Mas, quais são as causas de disputa mais comuns do casal pelos filhos? Até mesmo os casais mais felizes não conseguem escapar dos desacordos ou das brigas entre eles, apesar de que uma vez pensaram ser o casal perfeito e que não poderia haver nunca opiniões diferentes. 5 causas de discussões do casal pelos filhos 1. O dinheiro. O dinheiro é uma das principais razões pelas quais os casais discutem. Quanto dinhe

CRIANÇA EDUCADA PELOS AVÓS: DÁ CERTO?

Construir uma carreira, dividir o sustento da casa ou ter que arcar sem ajuda com as despesas da família, exigem, muitas vezes, que os pais passem muito tempo longe dos filhos. Isso pode fazer com que urgências da vida familiar fiquem prejudicadas com essas ausências: quem leva e busca os filhos na escola? Quem cuida deles quando estão em casa ou doentes? Essas questões podem ser grandes desafios. Por isso, é comum os pais recorrerem aos avós para cumprir essas tarefas. E eles costumam fazer muito bem! No entanto, essa solução pode se transformar em outro desafio. Será que eles estão dando conta do recado? Há mães que se queixam e se mostram bastante preocupadas com a forma de educar dos avó

COMO COLOCAR LIMITES E LIDAR COM BIRRAS

O limite é uma experiência afetiva que atinge tanto pais quanto filhos. Ninguém sai ileso. Pode ser difícil mesmo dizer um “não”. Você, mãe, já deve ter vivido essa situação. Sentimos pena, hesitamos e, às vezes, acabamos cedendo. A criança percebe tudo, inclusive nossa insegurança. E nesse momento, sua lógica é implacável! Em um supermercado, por exemplo, ela pode tentar usar a birra para conseguir algo que deseja: “Se eu gritar, ela vai me consentir”. É o que chamamos de compensação explícita. Quem já não precisou lidar com uma birra dos pequenos? E, é claro, em local público!?! Agora, leia essas afirmativas com atenção. Você concorda com elas? Falta de limite resulta em criminalidade. Fru

As consequências do abuso sexual infantil

O que pode acontecer a uma criança que sofreu abuso sexual. O papel da família é essencial na recuperação física e emocional da criança que sofreu abuso sexual. A atenção que deverá proporcionar a esta criança não deve somente centrar-se no cuidado das suas lesões físicas, mas deve ser acompanhada por outros profissionais para dar-lhe também acompanhamento psicológico. A criança que sofre ou sofreu algum abuso sexual sofrerá consequências a curto e longo prazo. O Manual de Prevenção do Abuso Sexual, publicado por Save the Children (Salvem as crianças), mostra as seguintes consequências: Consequências a curto prazo do abuso infantil - Físicas: pesadelos e problemas com o sono, mudanças de háb

Como educar uma criança rebelde

Educar uma criança rebelde se converte em um trabalho intenso que pode acabar sendo esgotante para os pais que se encontram diante de um filho continuamente desobediente e caprichoso, que não acata normas nem aceita limites. Uma criança que tenta sempre ter razão ou escapar das responsabilidades sem levar em conta nada mais que sua própria satisfação. A paciência, a coerência, e a consistência nas normas educativas podem ajudar numa situação que já está se tornando insustentável para todos os membros da família. Causas da rebeldia infantil - A educação: entre as possibilidades da rebeldia infantil estão os estilos educativos muito autoritários, relaxados ou super protetores que acabam gerand

D E S T A Q U E
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
  • Google+ Basic Square
Logo Whats.png
  • Grey Instagram Icon
  • Grey Facebook Icon
  • Grey YouTube Icon
  • Grey G+ Icon

© 2015 Mentoria de Pais  |  Márcia Girardi  |  Todos os Direitos Reservados