Aprenda a discordar de uma pessoa sem se revoltar

Eu percebo o quanto cresci quando percebo que cada vez menos eu faço questão de estar certo. Se alguém concorda comigo, tudo bem. Se não concorda, tudo bem. Se eu concordo com o que você diz, tudo bem. Se não concordo, tudo bem também. ‘Tudo bem’ vai lentamente se tornando um mantra daquilo que eu quero para mim, internamente e externamente. Durante anos, eu me opus a muitas coisas, me posicionei, fui ‘contra’ e coloquei em palavras e atitudes minha revolta com diversas situações. Nada mudou. O mesmo aconteceu com tudo aquilo que eu me rebelei dentro de mim. Eu lutei contra tanta coisa em mim e nada mudava. O velho princípio de que ‘tudo que você foca, cresce’ se provou absolutamente verdade

Adolescência do bebê

A adolescência do bebê, primeira adolescência ou os “terrible twos” (terríveis dois anos, como citado na literatura em inglês), é a fase em que a criança passa a se comportar de modo opositivo às solicitações dos pais. 1 – O que é exatamente esta fase? De repente, a criança que outrora era tida como obediente e tranquila passa a berrar e espernear diante de qualquer contrariedade. Bate, debate-se, atira o que estiver à mão e choraminga cada vez que solicita algo. Diz “não” para tudo, resiste em seguir qualquer orientação, a aceitar com tranquilidade as decisões dos pais, para trocar uma roupa, sair de um local ou guardar um brinquedo. Para completar, não atende aos pedidos e parece ser sempr

Medo e Zona de Conforto

Muitas pessoas acreditam que fracassaram porque não tiveram oportunidade ou porque não se preparam de fato para determinada oportunidade ou qualquer outro motivo, mas o que tenho observado é que o grande responsável pelo fracasso profissional é um sentimento chamado medo. O medo tem paralisado as pessoas, o medo tem impedido as pessoas buscarem e alcançarem aquilo que desejam. Suas metas e objetivos. Mas do que temos medo? Temos medo do novo. Sim, do novo, porque o novo é desconhecido e tudo que não conheço, me dá insegurança e consequentemente, medo. Ficamos paralisados frente ao novo e nos “agarramos” na zona de conforto, que já é conhecida, por pior que seja, e nos distanciamos cada vez

Depressão escondida

Fique atento: alguém da sua família (ou você mesmo) pode estar ocultando a depressão – ou nem sequer sabe que tem a doença. Existem pessoas que vão levando a vida com “depressão mascarada” ou “escondida“: elas tentam ocultar a sua depressão diante dos outros ou nem sequer sabem (ou não querem admitir para si mesmas) que têm depressão. Isto acontece porque ainda existem, entre as pessoas, entendimentos vagos ou equivocados sobre esta doença de sintomas complexos, que variam de indivíduo para indivíduo: nem sempre é fácil identificar a presença da depressão em familiares, amigos, colegas ou até em nós próprios. O desconhecimento e os preconceitos a respeito da depressão estão diminuindo, é ver

ATITUDES DOS PAIS QUE PREJUDICAM OS FILHOS

Problemas psicológicos ligados a mau comportamento dos pais: Como pai, você tem um enorme impacto sobre seu filho e sobre a pessoa que ele se tornará. Suas palavras e ações dão um exemplo, seja bom ou ruim, que ajudam a moldar a maneira como seus filhos agem, pensam e sentem. Aqui estão nove problemas psicológicos que surgem por causa de uma educação incorreta: 1. Ansiedade e Depressão Um pai que está constantemente observando e criticando cada movimento de seu filho, pode fazer com que ele tenha ansiedade ou depressão. A superproteção e a crítica podem fazer com que uma criança duvide de si mesma e de suas habilidades, tenha medo de tudo e não tenha independência. 2. Incapacidade de descans

Comportamento e Adolescência

Há um tempo atrás a formação das crianças costumava ser mais rigorosa, tanto em casa como na escola haviam um foco maior no "bom comportamento". Mas talvez estejamos passando por uma fase onde o respeito ao outro pode ter sido confundido com “fazer papel de bobo”. Paralelo á isso surgiram algumas teorias que acreditam que não se deveria inibir as crianças e o exagero chegou a ponto de valorizar, em alguns meios, a criança que se impõe acima de qualquer outra pessoa. Creio que a harmonia seria o melhor caminho, as crianças não devem ser educadas nem com tanto rigor nem com tanta falta de limites. O equilíbrio pode ser o caminho mais difícil, pois é subjetivo e necessita muita reflexão, mas nã

As feridas do círculo familiar são as que mais demoram para sarar

Não podemos permitir que um passado familiar disfuncional e traumático afete o nosso presente e o nosso futuro. Devemos ser capazes de superá-lo e nos curarmos para sermos felizes.As feridas do círculo familiar são as que mais demoram para se curar. As feridas geradas no círculo familiar causam traumas, carências profundas e vazios que nem sempre conseguimos reparar. O impacto decorrente de um pai ausente, uma mãe tóxica, uma linguagem agressiva, gritos ou uma criação sem segurança e afeto trazem mais do que a clássica falta de autoestima ou os medos que é tão difícil superar. Muitas vezes a dificuldade para resolver muitos destes impactos íntimos e privados está em um cérebro que foi ferido

Se seu filho te tira do sério, isso pode ser sério!

Na verdade crianças não “tiram os adultos do sério”. Adultos já estão “fora do sério”. Adultos vivem “fora do sério” por questões pessoais! Por suas próprias frustrações, preocupações, medos, mágoas, receios, pressa, pressões externas e internas. Os adultos estão constantemente fora de si, desarmonizados, encolerizados, contidos, como bombas prestes a explodir. O que acontece é que mais facilmente se deixam explodir quando precisam lidar com quem é menor, mais frágil, indefeso, quando lidam com quem não precisam temer uma retaliação… Por isso, antes de se permitir “sair do sério” com uma criança, reflita se você já não está “fora do sério” por outras razões em sua vida, razões que só você

Ansiedade e Autocontrole

COMO IDENTIFICAR QUE UMA CRIANÇA TEM PROBLEMAS COM O AUTOCONTROLE, E NÃO É APENAS “MANHA”? Acredito que as “manhas” sejam mais facilmente identificadas do que problemas ligados ao autocontrole, pois, se tratando apenas de “manha” a problemática não se apresenta de maneira constante e se trata apenas (por parte da criança) de uma tentativa de chamar a atenção dos pais, em busca que estes realizem seus desejos. É interessante notar que em algumas situações a criança adquire o traquejo de como ter realizadas determinadas vontades, como por exemplo: se tem pais repressores e autoritários e não lidam bem com a birra da criança, ao invés de gritar e chorar, ela poderá psicossomatizar uma febre, cr

Como ajudar na Ansiedade Infantil

COMO A ANSIEDADE SE MANIFESTA NAS CRIANÇAS Crianças podem ser ansiosas tanto por característica de sua personalidade como por consequência de eventos fortes em suas vidas como frustrações, sustos, etc. Os sintomas podem ser choro sem explicação, acordar no meio da noite com sobressalto, reações abruptas a pequenas coisas, mudanças nos hábitos alimentares, "manhas", apego exagerado com um dos pais, medos sem sentido, etc. QUANDO A CRIANÇA PRECISA DE AJUDA COM A ANSIEDADE Existem as chamadas “ansiedades boas”, como por exemplo, esperar ansiosamente por alguma festa, prepara a criança para lidar com as situações que encontrará naquela situação. Não é necessário intervenção para estes casos. Mas

As drogas e o papel dos pais na orientação dos filhos

Confiança, diálogo e compreensão devem fazer parte do relacionamento entre pais e filhos. Considerada fase de conflitos e adaptações, a adolescência é o período de questionamentos, busca por novas experiências e o interesse cada vez mais intenso pela independência. Por isso, é comum aumentar a preocupação dos pais, afinal, saber conversar e esclarecer todas as dúvidas do filho pode não ser tão prazeroso. Muitos pais não estabelecem diálogo com os filhos desde pequenos e isso acaba prejudicando toda a relação posteriormente. Na hora de conversar sobre sexo ou drogas, por exemplo, uma barreira é erguida entre eles. Por isso, dialogar é essencial. Através da conversa, se estabelece maior aproxi

Como organizar as coisas do seu filho, junto com ele

Criar regras com o seu filho para manter a casa arrumada é um dos hábitos que você pode adotar. Quem tem filhos sabe o quanto é difícil manter a casa arrumada por causa dos brinquedos que eles deixam por todo lado. Porém, com algumas técnicas é possível manter o quarto deles, o quarto de brinquedos e a casa toda arrumada, basta disciplina e organização para conseguir. A seguir, damos algumas dicas para que você possa adotar e fazer do lar de vocês um lugar mais organizado. Deixe as pinturas e trabalhos artesanais à vista Não sabe onde colocar os desenho que seu filho acabou de fazer? Separe um espaço no quarto dele ou no quarto de brinquedos, se houver, para que esses objetos possam ficar em

Como criar o vínculo com crianças em uma adoção

Construindo vínculo com crianças adotadas, de acordo com a idade. Um acontecimento que pode preocupar muito aos pais que adotam é a criação do vínculo, ou seja, estabelecer uma relação firme e segura com a criança que a faça confiar de forma sincera que você sempre estará ali e que nunca vai abandoná-la. Um dos fatores mais determinantes na hora de estabelecer esse vínculo é a idade da criança, já que não é a mesma coisa um bebê do que uma criança maior que já tem uma memória consciente das rupturas de outros vínculos ou de outras relações que ela pensava serem seguras. Como construir o vínculo na adoção com um bebê Quando a criança que adotamos é um bebê, o primeiro passo pode ser fácil, po

Como criar filhos com afeto

Entenda porque a agressão não funciona para educar seus filhos e conheça maneiras diferentes de educá-los sem precisar de palmadas Há muitos anos que se acredita que utilizar algumas palmadas para ensinar aos filhos o que eles não devem fazer é a melhor maneira de educar. Porém, este método além de ser violento é muito negativista, pois exalta o que foi feito de errado, chamando ainda mas atenção para aquele tipo de atitude. Motivos para não recorrer à agressão As crianças quando apanham, levando palmadas ou castigos ainda mais violentos, não tem maturidade e discernimento suficiente para relacionar o castigo à sua causa. Desta forma a criança acaba sendo traumatizada por estar sofrendo por

Crianças sem valores e limites

Criança sem disciplina e sem valores não é feliz. Na era moderna, é comum vermos crianças sendo levadas a exercerem papéis e hábitos que nem seu corpo nem sua mente estão preparados. Outro dia em uma emissora de televisão foi exibida uma reportagem sobre o beijo, mostrando que crianças a partir dos 5 anos já iniciam o primeiro beijo na boca. É claro que nessa idade sequer elas compreendem o significado do beijo, mas essa realidade gera preocupação. Até que ponto, reportagens como essa ajudam a criança? O beijo é o início de uma relação sexual. Quando se trata de descobertas da criança, deve-se levar com naturalidade, mas aconselhá-las. Filhos sem limites, futuros adultos frustados Não adiant

Riscos das redes sociais

A Internet tem aspectos muito positivos para os nossos filhos, pois tem ferramentas para realizar os deveres para aprender brincando, para pesquisar, entre outros recursos, mas por trás dela existem muitos perigos para os nossos filhos. Os 5 principais riscos para as crianças nas redes sociais 1. Comunidades: podem ser formadas no WhatsApp e é onde as crianças compreendem o que está acontecendo,, se apóiam no sofrimento, mas muitas comunidades também induzem à depressão, aos transtornos alimentares, suicídios e diversas outras influências negativas: - Pró Ana e Mia: dieta extrema induz as meninas e as pré-adolescentes à anorexia. São colocadas metas de menores calorias consumidas e afirmam q

Coaching financeiro para crianças

Administrar o orçamento pessoal é um verdadeiro desafio até para gente grande, mas ensinar as crianças a desenvolverem uma relação saudável com o assunto não é uma missão impossível. Os pequenos precisam aprender desde cedo a darem valor ao dinheiro e como gastá-lo da melhor maneira possível, e o exemplo deve começar em casa. Os pais são os modelos dos filhos, então é importante que eles demonstrem através da realidade financeira da família exemplos práticos de como lidar com o dinheiro de maneira responsável. A educação financeira das crianças é muito importante, mas os pais devem estar cientes de que ela não se resume a ensinar a poupar. É preciso passar noções de organização, de planejame

Como desenvolver a paciência

Uma das principais soluções em nossa vida para termos melhores relações e mais sucesso consiste em desenvolver a paciência. Todos precisamos desenvolver, e como qualquer outra habilidade, é necessário lembrar que paciência se aprende praticando. E isso inclui: Prestar atenção em quais situações não temos paciência.Ser gentil consigo mesmo por não ser perfeito nesse quesito.Mudar o julgamento automático, sentimentos e pensamentos críticos em relação a si mesmo e aos outros. Paciência também está ligada intrinsecamente ao controle da ansiedade. Algumas pessoas desenvolvem literalmente sentimentos físicos quando não conseguem aplicar a paciência.Algumas maneiras de desenvolver a paciência: 1. E

Aprendizagem pela convivência

“Aprendemos por observação de modelos e das suas consequências” Bandura A capacidade de aprendizagem humana é um dos grandes pilares de desenvolvimento social. Podemos aprender a “nossa custa”, pela ação ou através do que observamos no comportamento alheio. Por isso, dizemos que o exemplo vale mais que mil palavras. Se os nossos comportamentos são premiados, reconhecidos como importantes pelos nossos pares então eu reconheço essa ação como positiva, boa e vou querer reproduzi-la. Começamos a adquirir uma certa mestria que me ajuda a reconhecer as situações onde posso “brilhar”. Comportamento gera comportamento, começamos a nos rodear de outras pessoas com iguais capacidades de mestria onde a

A delicada relação entre pais e filhos

Pais e mães com filhos adolescentes ou pré-adolescentes têm recorrido a profissionais como psicólogos, psiquiatras e educadores, na procura de respostas e conselhos sobre o que fazer com seus filhos quando esses costumam apresentar problemas como: comportamentos socialmente inadequados, dificuldades de relacionamento interpessoal, bem como problemas de adaptação escolar e aprendizagem. As maiores queixas ficam entre os comportamentos sociais inadequados e dificuldades de convivência familiar. A situação anda tomando uma tal proporção, que alguns pais começam a trancar a porta de seus quartos, na hora de dormir, e enquanto outros vão mais longe ainda, blindando as paredes e portas de seus qua

D E S T A Q U E
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
  • Google+ Basic Square
Logo Whats.png
  • Grey Instagram Icon
  • Grey Facebook Icon
  • Grey YouTube Icon
  • Grey G+ Icon

© 2015 Mentoria de Pais  |  Márcia Girardi  |  Todos os Direitos Reservados