O TDAH e as Habilidades Sociais

O que faz uma criança carinhosa ser tão agressiva às vezes? Algumas vezes você já se perguntou: Por que o meu filho um valentão com outras crianças? Por que eu estou constantemente dizendo: "Mantenha suas mãos para si mesmo!, Ou, "Não bata no seu irmão, ele não é seu saco de pancadas!"? Segundo o Dr. Barkley, cientista clínico e pesquisador no campo do TDAH, é devido a um particularidade do portador de TDAH: à desregulação emocional, que se refere aos déficits na inibição e regulação das emoções. Esta faceta do TDAH também contribui para a propensão para desenvolver o Transtorno Desafiador de Oposição - TDO. A auto-regulação emocional é a capacidade de gerir o seu comportamento em relação ao

Impor Limites e Estabelecer Regras é Fundamental

Pode até parecer difícil ser um pouco mais duro quando necessário, mas os benefícios virão a médio e longo prazo e por isso iremos compartilhar 10 dicas para impor limites aos filhos sem perder o pulso firme. Impor limites e estabelecer regras é fundamental para que os filhos se tornem adultos responsáveis e que primam pelo respeito. Em sua missão de educá-los, os pais precisam de autoridade, persistência e determinação para manter os filhos em um caminho seguro de desenvolvimento da própria autonomia. A disciplina deve estar presente em qualquer fase da infância e da adolescência. Pode até parecer difícil ser um pouco mais duro quando necessário, mas os benefícios virão a médio e longo praz

Estabelecendo Limites: Que Tipo de Pai/Mãe Você é?

O papel da liderança familiar na educação dos pequenos. Um dos principais papéis dos pais na vida dos filhos é transmitir seus valores e crenças sobre o mundo. A forma como pais e mães transmitem seus valores aos pequenos, diz muito sobre sua forma de ser e de exercer seu papel. A capacidade de educar sem chocar ou causar terror às crianças é um grande desafio e não existe uma receita pronta para que isso seja feito. O sucesso da educação diz respeito ao modo como conseguimos aplicar nossos conhecimentos sobre o mundo e a maternagem na criação dos nossos pequenos. Isso tem relação direta com o termo liderança familiar, utilizado para designar as diferentes formas de estabelecer limites na vi

Ansiedade Infantil. Você Sabe Como Lidar?

Medo de ficar sozinho, de falar e de ir à escola: os sintomas de ansiedade em crianças podem até parecer normais, mas não podem ser ignorados. A cena é um clássico do começo de ano nas escolas de todo o mundo. Enquanto algumas felizardas recebem apenas um aceno de longe, outras mães, tentando deixar as crianças, enfrentam choro e ranger de dentes de desespero. Quem não conhece uma criança que faz birra ou que segue dormindo na cama dos pais depois de grande? Nossas lembranças de uma infância plenamente feliz são filtros. Crescer e adaptar-se ao mundo é essencialmente angustiante e causa ansiedade. No entanto, quando a criança não relaxa nunca, não quer sair de casa, não consegue ficar sozinh

Quadros de Rotinas Para os Filhos

Aqui irá encontrar os melhores quadros de rotinas para os seus filhos: rotinas diárias, da manhã e da noite. Tudo para facilitar a sua vida. Ideias simples e brilhantes para se inspirar e criar quadros de rotinas para os seus filhos. Eu sei que a vida de mãe, principalmente de filhos pequenos, é agitada. E uma das principais razões é porque as crianças pequenas ainda não interiorizaram as suas rotinas, como por exemplo, o que fazer quando se levantam de manhã ou quando chegam da escola? Em que ordem ou sequência? É claro que brincar com os irmãos ou montar quebra-cabeça é muito mais divertido do que comer o lanche, lavar as mãos, escovar os dentes ou tomar banho. Mas a verdade é que criar ro

Educando os Filhos com Respeito e Empatia

Disciplinar não significa punir. A palavra disciplina vem do latim discipulus, que significa aquele que segue. Portanto, disciplinar não quer dizer punir, coagir ou humilhar, mas ensinar através do exemplo, encorajamento e apoio, sem que seja necessário castigo ou recompensa. É sobre isso que se trata a Disciplina Positiva, termo que vem ganhando cada vez mais popularidade no coração de pais e mães. A ideia aqui é educar, com base no respeito, na empatia, no exemplo, na gentileza e na promoção da autonomia, sem deixar de estabelecer limites. Para isso, nós, adultos, precisamos, muitas vezes, desconstruir a ideia de disciplina que recebemos na infância, para aprender como ser firmes e gentis

As Relações na Atualidade

O acesso à informação por diversos meios graças à tecnologia, o dinamismo de poder resolver problemas do dia a dia com alguns toques no celular, a internet como vitrine que induz ao consumismo e a necessidade intrínseca de acompanhar o ritmo acelerado com que as relações são construídas e também, desfeitas é o retrato da atualidade. As relações contemporâneas foram abordadas por Zygmunt Bauman, sociólogo polonês, que escreveu o livro “Vida Líquida”. Segundo Bauman, a sociedade moderna está caracterizada pela instabilidade dos relacionamentos e pensamentos. O bombardeio de informações a todo o momento leva as pessoas a mudarem suas ideias e referências com frequência, antes mesmo de se tornar

Crianças Superdotadas: Como Identificar e Lidar com Elas

O que é a superdotação? A superdotação é um fenômeno que se caracteriza por uma elevada capacidade mental e um nível de performance significativamente superior à média da população. Não é doença, nem transtorno. É um constructo psicológico. Nos Estados Unidos, o sistema educacional tem o objetivo de identificar estudantes, crianças, ou jovens que demonstram grandes habilidades na área intelectual, criativa, artística, capacidade de liderança ou em determinadas áreas acadêmicas específicas, e que precisam de serviços e atividades normalmente não fornecidos pela escola, a fim de desenvolver plenamente essas habilidades. Infelizmente, aqui no Brasil, estamos distantes de chegar neste propósito

Terapeuta, autora, mãe e avó, Diane Levy compartilha sua fórmula para dar limites aos filhos e mantê

Interpretar a atitude da criança é chave para impor limites. Na incansável luta para impor limites, muitas vezes os pais desperdiçam mais energia do que deviam. Para evitar isso, a psicóloga neozelandesa Diane Levy, autora do livro “É Claro que Eu Amo Você... Agora Vá para o Seu Quarto!” (Editora Fundamento) e especializada no aconselhamento de pais, separa aquilo que apenas cansa daquilo que dá certo na hora de educar os filhos. “Há um bom punhado de coisas que fazemos ao tentar educar as crianças e que simplesmente não ajudam”, ela comenta, em depoimento ao iG Delas . “Quando você evita explicar muito, avisar muito, adular, subornar, ameaçar e punir, você poupa tempo e energia e mantém a s

TDAH e a Agressividade

O comportamento agressivo de crianças (“child-to-parent”) ou adolescentes (“adolescent-to-parent”) direcionadas aos pais vem se tornando um importante tema no contexto da violência doméstica. Entende-se aqui comportamento agressivo ou violento como qualquer tipo de expressão verbal ou física que ameaça os pais ou visa o controle de sua autoridade parental. O objetivo final (intencional ou não) é inverter a regra usual segundo a qual os filhos obedecem aos pais. Não se tratará aqui de comportamentos agressivos em portadores de transtornos mentais graves (espectro do autismo, esquizofrenia, retardo mental etc.), uma vez que estes muitas vezes fazem parte dos sintomas destes transtornos. Também

D E S T A Q U E
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
  • Google+ Basic Square
Logo Whats.png
  • Grey Instagram Icon
  • Grey Facebook Icon
  • Grey YouTube Icon
  • Grey G+ Icon

© 2015 Mentoria de Pais  |  Márcia Girardi  |  Todos os Direitos Reservados